quinta-feira, maio 28, 2009

Indocrinar...

Durante os últimos meses tenho tropeçado na palavra indocrinar, referindo-se à educação religiosa. Mas afinal, o que significa indocrinar? No contexto em que se encontrava, eu simplesmente a substituía por educar, e tudo fazia sentido, mas deve haver uma diferença. A melhor definição que encontrei está na revista Ribalta N.14 de 2008, pág. 53, escrito pelo doutor Óscar Chiva Bartoll (professor no IES Francesc Tàrrega de Vila-real) e pela doutora Mónica Esteve Sancho (professora no IES Francesc Ribalta). Aqui fica uma tentativa de tradução...

"O que distingue educação de indocrinação é o objectivo que se tenta alcançar em cada caso. Indocrinar faz referência a uma moral fechada baseada em receitas, que procura deter a capacidade de uma pessoa pensar por si mesma. Educar, por sua vez, baseia-se numa moral aberta baseada na autonomia, que procura incutir a capacidade de pensar, julgar e decidir por si próprio. Indocrinar identifica-se com a palavra latina educare, que significa guiar, conduzir. Por sua vez, educar identifica-se com outra palavra latina muito parecida, mas substancialmente diferente: educere, que significa fazer sair, criar."

Sem comentários: